Pesquisar

Últimas Noticias

domingo, 1 de maio de 2016

Danilo ou Marquinhos Gabriel qual a melhor opção para o meio de campo contra o Nacional na Libertadores? Veja analise dos atletas.



Meu Timão : Nos últimos treinos, Tite indicou que fará mudanças na equipe para a próxima partida contra o Nacional, válida pela segundo jogo das oitavas de final da Copa Libertadores. Em relação à equipe que entrou em campo em Montevidéu, no Uruguai, na última quarta-feira, a mudança deve ser a saída de Alan Mineiro. A dúvida é de quem entra no lugar do meia: Danilo ou Marquinhos Gabriel?







Danilo

Veterano no Timão, Danilo vem sendo usado como uma espécie de coringa nesta temporada. Com a saída de Vágner Love, o meia passou a ser improvisado como centroavante nos primeiros jogos do ano, antes de André ganhar a titularidade.

De volta ao banco de reservas, ele é nome constante dos times alternativos de Tite usados ao longo dos últimos meses e também costuma entrar no decorrer dos jogos. Nessas ocasiões, ele já jogou tanto aberto pelas pontas, como também mais centralizado pelo meio.

Para o duelo desta quarta-feira, Danilo vem sendo testado para jogar aberto pelo lado direito. Nas movimentações treinadas por Tite, Fagner costuma abrir muito pelo lado direito, quase como um ponta. Com a infiltração de Elias, o meia passaria a compor o meio de campo. Com isso, pesa a ser favor sua visão de jogo.

Já o principal fator negativo de Danilo é a velocidade. No esquema tático de Tite, todos jogadores contribuem muito na marcação. Apesar de poder contribuir com isso, o jogador pode deixar a desejar caso seja acionado em jogadas muito rápidas.



Nesta temporada, o atleta disputou 20 jogos pelo Timão e marcou dois gols. Com a camisa alvinegra, ele acumula 42 jogos de Libertadores, sendo o jogador mais experiente do grupo nesse torneio. No entanto, o veterano enfrenta um jejum de gols na competição, tendo marcado pela última vez há três anos, na vitória por 1 a 0 contra o Millonarios, em Bogotá.

No Corinthians desde 2009, Danilo recentemente ficou afastado por conta de uma contratura na panturrilha, mas voltou a treinar na semana retrasada e está 100% fisicamente.


Marquinhos Gabriel



Em um duelo de opostos, Marquinhos Gabriel, ainda sem estrear pelo Corinthians, compete justamente com o jogador mais experiente do time. A ser favor, ele tem justamente um dos pontos fracos de seu companheiro, a velocidade.

Oficialmente apresentado no dia 18 de abril, quando Giovanni Augusto teve constatadas as lesões ligamentares no pé esquerdo, Marquinhos já vem treinando normalmente com o restante do grupo.

O que impede ele de ainda não ter feito sua estreia é a condição física. Depois de se destacar pelo Santos em 2015, ele voltou ao Al-Nassr, da Arábia Saudita. Lá, o ritmo de treino é mais leve em comparação ao futebol brasileiro. Por isso, o principal objetivo do jogador desde que ele chegou ao Timão é melhorar seu condicionamento.

Segundo a comissão técnica corinthiana, o meia já está praticamente no mesmo nível dos seus companheiros e pode fazer sua estreia. Veloz, ele pode contribuir com a falta de criatividade que o meio de campo corinthiano vem apresentando.

Pelo lado negativo, o que pode pesar é a falta de entrosamento de Marquinhos com o restante do grupo. Apesar de já estar treinando desde que foi apresentado, o jogador pôde conhecer o esquema de jogo pedido por Tite, porém só nos últimos dias teve a oportunidade de treinar com o time titular.

Criatividade, velocidade, entrosamento, experiência, novidade. Tite deve escolher suas preferências e definir entre os dois jogadores no início desta semana. Nesta segunda-feira, o Corinthians treina às 15 horas na Arena Corinthians, palco do confronto decisivo. Na terça, a equipe faz o último treino antes do jogo contra o Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário